10 jun 2019
Gente e Gestão

Inspiração: conheça a história de 5 jovens empreendedores de sucesso

Independentemente se você tem uma startup, uma grande corporação ou ainda não empreendeu, sempre há histórias valiosas para se ouvir de quem já seguiu esse caminho. No cenário atual, muitos jovens empreendedores estão tomando espaço no mercado com ideias e companhias de sucesso.

Confira essas 5 empreendedores que obtiveram sucesso ainda jovens e inspire-se:

1. Lynsi Snyder (In-N-Out)
O primeiro nome na lista de jovens empreendedores é Lynsi Synder. Proprietária e presidente da rede de hambúrgueres In-N-Out, já foi eleita pela Forbes como uma das jovens empreendedoras mais ricas do mundo. Com sede em Irvine, na Califórnia, a empresa de capital fechado possui muitos clientes fervorosos e fidelizados nos Estados Unidos.

Aos 28 anos, Snyder tornou-se presidente da companhia. Aos 30, após sua avó falecer, assumiu a parte da companhia que era de seu pai. Quando completou 35 anos, tornou-se dona majoritária da In-N-Out.

Um dos diferenciais do In-N-Out, que atrai tantos consumidores, é o atendimento ao cliente como prioridade. Filas gigantes se formam a cada inauguração, mas mesmo com todo o alvoroço todos sempre serão atendidos da maneira mais rápida possível e com muita simpatia. Além disso, o restaurante vende sanduíches simples e marcantes há muitos anos, chamando a atenção dos consumidores pela qualidade e tradicionalismo.

2. Eden Full (SunSaluter)
Com apenas 19 anos, Eden Full transformou um projeto que idealizou durante o ensino médio em uma empresa global. A SunSaluter, uma organização sem fins lucrativos, utiliza captadores solares inventados por Full para gerar energia e produzir água limpa para comunidades carentes.

Eden é fundadora e proprietária da organização que atualmente está fazendo a diferença em 19 países pelo mundo. O interesse dela pelo assunto começou quando tinha apenas 9 anos, quando ganhou um brinquedo movido a energia solar e passou a estudar pela Internet sobre o assunto. Mais tarde, entrou para a faculdade de Engenharia Mecânica na Universidade de Princeton, onde deixou os estudos por um tempo para desenvolver seu projeto.

3. Mark Zuckerberg (Facebook)
Um dos jovens empreendedores mais conhecidos e reconhecidos mundialmente, Mark Zuckerberg desenvolveu e fundou a rede social mais usada no mundo com apenas 19 anos.

Estudante da Universidade de Harvard, Zuckerberg começou o projeto “The Facebook” com três colegas em 2004. Eles desenvolveram um site que possibilitava a comunicação entre os estudantes da faculdade. Essa primeira versão era muito simples, mas fazia sucesso na instituição. Com o tempo, Mark e seus sócios promoveram melhorias no site e começaram a migrá-lo para outras universidades.

Após receber investimentos e mentorias de grandes nomes no mundo do desenvolvimento web, o empreendedor tornou o site aberto para usuários do mundo todo em 2006, criando então o Facebook.

4. Marcio Kumruian (Netshoes)
A Netshoes é uma das maiores e principais empresas de e-commerce no Brasil. Marcio Kumruian, fundador e proprietário da companhia, começou seu negócio fora da Internet.

Em meados de 2000, Kumruian abriu uma loja física de sapatos em São Paulo, mas quase foi à falência ao tentar expandi-la para um shopping da cidade. Depois, decidiu mudar o foco do seu empreendimento para a tecnologia. Foi a partir disso que ele começou a trabalhar para transformar seu negócio em digital. Hoje, a Netshoes é o maior e-commerce de artigos esportivos do mundo.

5. Daniel Ek (Spotify)
O último dos jovens empreendedores é Daniel Ek. Talvez você não conheça por nome, mas ele é o fundador e CEO do Spotify. Ano passado, ele foi eleito pela Billboard Magazine como a pessoa mais importante da indústria da música.

Ek começou a programar com apenas 14 anos. Com 16, se inscreveu em uma vaga na Google e foi recusado. Em 2008, depois de já ter alcançado milhões e quase ter falido, fundou o Spotify com mais um sócio na Suécia.

Uma das inspirações por trás do serviço de streaming foi o Napster, software de músicas que acabou depois de ter problemas legais com pirataria. O fundador, mais tarde, tornou-se investidor do Spotify. A plataforma só conseguiu migrar para os Estados Unidos em 2011. Hoje, é o maior serviço de streaming de música do mundo.

Se interessou
pelos nossos
serviços?

Para mais informações ou
orçamentos entre em contato
através do formulário ao lado.

Mensagem enviada!

Retornaremos em breve.